Registe-se
Vai fazer uma viagem à neve com o seu cão?9 dicas para o manter em forma | | Rik&Rok

Vai fazer uma viagem à neve com o seu cão?
9 dicas para o manter em forma

O frio e a neve podem requerer alguma habituação e cuidados adicionais, para os cães.
Veja estas dicas para levar o seu cão numa viagem à neve. Com saúde e sem frio!

Deixe que o seu cão se habitue ao frio, de forma gradual
A chave é a aclimatação. Se o cão estiver bem, não estiver a tremer nem a tentar voltar para casa, pode permanecer no exterior. Aumente gradualmente o tempo no exterior, para que o seu pelo e patas tenham tempo para se ajustar.

Saiba como é o seu cão em relação ao frio
Os cachorros têm maior dificuldade em regular a temperatura corporal no exterior. Da mesma forma, o mesmo pode ocorrer em cães séniores. Estes podem ter questões como diabetes ou um metabolismo alterado, que lhes dificulte o ajuste. Os cães mais pequenos, e com pelo mais fino, irão ter mais frio. Em comparação com cães criados para viver em ambientes frios.

Prepare o seu cão
Se reparar que o seu cão costuma ter frio, não se esqueça de levar camisolas, casacos e botas para cães. Alguns cães têm frio até em casa!
Da mesma forma, evite cortar o pelo no inverno.
E, após um passeio no exterior, limpe-lhe as patas, especialmente se tiver pelo comprido. Desta forma, as patas não ficarão húmidas.

Ouça a sua intuição
Se estiver mesmo muito frio, limite o acesso ao exterior ao seu cão. Se um vento frio estiver a entrar no seu casaco de inverno, possivelmente estará demasiado frio. Neste caso, evite períodos extensos no exterior.
Esteja atento a sinais de desconforto do seu cão. Por exemplo, levantar a pata que está gelada, significa que está na hora de entrar.
Com frio extremo, os passeios no exterior não devem passar dos 15 a 20 minutos.

Torne os passeios para higiene mais rápidos e fáceis
Experimente limpar a neve num espaço, para que o cão possa correr para lá para urinar. Se o cão urinar nos tapetes em casa, experimente levá-lo a passeios curtos de 2 ou 3 minutos. No regresso, dê-lhe uma guloseima, como fez quando o estava a ensinar a ir à rua para urinar. Isto irá ajudar a incentivar a adoção de uma nova rotina.

Tenha atenção ao sal e aos anti-congelantes
O sal para desfazer a neve vai estar por todo o lado. Evite que o seu cão o coma. Apesar de não ser tóxico, pode ser prejudicial ao estômago. Também pode causar irritação nas patas.
Tenha muito cuidado com os produtos anti-congelantes. Têm um sabor doce, mas são tóxicos. Esteja atento a substâncias azuis ou verdes nos passeios, acessos e estradas.

Saiba como aquecer o seu cão
Se o seu cão estiver com frio, cubra-o com uma toalha ou cobertor. Também pode usar um secador de cabelo. Tenha atenção em colocar a temperatura amena, pois há o risco de queimadura. Evite almofadas de aquecimento, pois podem causar queimaduras. No entanto, se colocar algum arroz dentro de uma meia e aquecer no micro-ondas, é uma boa e segura alternativa. Verifique a temperatura no seu pulso.

Trate as almofadinhas gretadas
Experimente aplicar um hidratante. Existem produtos hidratantes específicos para este efeito, para cães, que ajudam a evitar as feridas/queimaduras pelo frio nas almofadinhas e também servem para ser aplicadas no tratamento. Isto deverá acalmar as patas do seu cão. Depois de aplicar, mantenha-o entretido para que não lamba o produto. Pode tentar uma guloseima dentro de um recipiente próprio. Para evitar que as patas fiquem gretadas, pode colocar botas apropriadas. Em alternativa, limpe sempre as patas do seu cão, após um passeio no exterior.

Faça o seu cão praticar muito exercício
Pode ser difícil pôr o seu cão, e a si, a mexer-se num dia frio. No entanto, deixar o seu cão ficar inativo pode levar a comportamentos destrutivos.
Assim que o seu cão se tenha habituado ao frio, pode continuar os passeios e a brincadeira no exterior. Até pode usar a neve para exercícios de agilidade!
Se estiver mesmo muito frio, experimente usar recipientes para alimentar ao estilo de um puzzle. É uma ótima forma de manter o seu cão entretido nos dias longos e frios de inverno.

Com estas dicas, certamente poderá desfrutar mais do espaço exterior, com o seu cão. Sempre com saúde e sem frio!

Imprimir